Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Em Saltos Altos

03
Jun17

Com um tanque tão jeitoso para que vai uma pessoa lavar a roupa na máquina?

emsaltosaltos

Não estou bem a perceber a intenção desta marca de detergentes. A sério. Será fazer-nos babar até mais não? Fazer-nos iniciar petições por esse país fora para obrigar que cada prédio tenha, no mínimo, um vizinho destes? Ou será conseguir que ao chegar a casa as mulheres deste Portugal obriguem os maridos a lavar a roupa na esperança de que eles se transformem neste gatão?

Oh pah, vocês desculpem a franqueza, mas com tantas mensagens subliminares, uma pessoa ou bem se concentra numa coisa ou bem se concentra noutra. Juro que vi o anúncio umas quantas vezes - com um terrível sacrifício - na tentativa vã de descobrir mais algum intuito da Surf. (E creio que só isso já tenha cumprido o objetivo principal - as visualizações - , mas adiante.) A questão que mais me apoquenta, devo dizer, é só uma: com um tanque tão jeitoso, para que vai uma pessoa lavar a roupa na máquina? Para ficarem a pensar meninas, para ficarem a pensar!

A campanha está muito feliz, que está, e muito bem conseguida. É fresca (ou quente, quentinha até), enérgica, alegre e diferente. É claramente dirigida ao público feminino, mas acredito que também haja muito homem por aí a deitar o olho, assim só naquela de se comparar mesmo - e de aprender como agradar a esposa ou namorada. Basta lavarem a roupa estão a ver? Claro que se se cuidarem e forem assim um pedaço de mau caminho também ajuda, mas a divisão das tarefas domésticas também é aqui um ponto fundamental. Porque nós não passamos o minuto que dura o vídeo a olhar para os abdominais do senhor (pois não?). Nós também gostamos do facto dele acordar cheio de energia para tratar da roupa, da cadelinha e quiçá de mais o quê. É esse o exemplo a seguir, homens desta vida. Mesmo que não sejam o gatão de olhos azuis, vocês são o gatão que as vossas mulheres escolheram, e nunca duvidem que elas gostam de vocês assim. Fica a dica. Obrigada Surf.