Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Saltos Altos

21
Fev17

Está na hora de falar da minha franjinha...

emsaltosaltos

FullSizeRender.jpg

 

Nunca fui muito de dar segundas oportunidades. Mas a verdade é que também não tenho muito medo de arriscar. Sobretudo no meu visual. Dizem que em equipa que ganha não se mexe, mas se mexermos podemos conseguir ainda melhores resultados não? Foi o que pensei quando fiquei loira. E resultou. Ganhei ainda mais. Ganhei um visual que me agrada mais, que me faz sentir mais bonita e mais igual a mim mesma. O mesmo não aconteceu da primeira vez que fiz franja. Não correu as mil maravilhas e não adorei. Mas ficou sempre aquele bichinho e aquela vontade de tentar outra vez. Porque eu não tinha experimentado o suficiente e achei que não dei o benefício da dúvida como devia ter dado. E por isso, fui tentar outra vez. E não é que desta ficou bem? E gostei? E não digo isso só porque não quero admitir o segundo erro - até porque facilmente admito os erros. Mas digo porque é a verdade. Então e o que há de diferente desta vez? Pois não sei. Também fiz alguns ajustes na cor e no corte da franja, que está mais comprida. Mas acho que, honestamente, a grande diferença é interior. Desta vez eu estava preparada para a mudança e queria-a. Por isso gostei. E gosto. Ainda estou a descobrir aos poucos as diferenças, mas cada dia gosto mais. Dá imenso trabalho, lá isso dá, mas o resultado mais sofisticado compensa. E a mudança. Esse motor que nos empurra para a frente e nos dá sentido à vida. E de que eu gosto tanto. Porque hoje sou loira e de franja, mas um dia destes posso voltar a ser morena, cortar o cabelo curtinho ou ficar ruiva. Nunca se sabe. Que não haja medo de arriscar. No cabelo nem na vida.

1 comentário

Comentar post