Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

emsaltosaltoss

14
Fev18

Afinal, amanhã é dia 15 na mesma... mas espero ainda ir a tempo de vos desejar Feliz S. Valentim!

emsaltosaltos

Captura de ecrã 2018-02-14, às 21.15.18.png

Este ano guardei-me para o final do dia para falar do tema (não, não pensem que estava esquecido). E podia dizer-vos que foi porque estive tão ocupada em comemorações que não deu tempo. Mas não, não estive. Só me quis guardar para tarde para ter a certeza de que não ia dizer nada que não fosse verdade - não fosse este ano o pessoal decidir contrariar-me e não embarcar em jantarzinhos, velinhas e peluchezinhos (yes, vocês sabem que a grande maioria é assim mesmo que comemora o special 14 de fevereiro). 

Não, também não tenho nada contra a data (se é isso que já estão a pensar). Apoio todos os incentivos ao amor, todos!, mas não sou uma aficionada e nem costumo preocupar-me muito em celebrá-la. Simplesmente porque acredito que o amor é mais ou menos como o Natal - celebra-se quando um homem (e uma mulher, ou dois homens, ou duas mulheres) quiserem. Sem datas, sem horas marcadas, sem filas em restaurantes, sem velas e corações vermelhos. Porque as prendas fazem mais sentido (e sabem melhor) quando não se esperam. Quando foram pensadas espontaneamente e não impingidas por campanhas espalhadas um bocadinho em todo o lado. Porque gosto de fazer amor quando tenho (temos!) vontade e não quando sei que, mais ou menos à mesma hora, ali entre as 21h e as 22h, está mais de meio mundo a fazê-lo - porque hoje tem que ser, porque hoje temos que ter a depilação em dia, temos que vestir a melhor lingerie, temos que ler o kamasutra... para agradar, tudo para agradar. 

Ainda assim, não pensem que não comemorei a data. Comemorei sim. Repetindo, com o mesmo amor (ou com sempre mais um bocadinho), o que faço todos os dias. O mesmo beijo de bom dia. O mesmo pequeno almoço. O mesmo olhar de esguelha quando me irrita. O mesmo 'fizeste o que te pedi?". A mesma resposta. O mesmo chegar a casa e dividir o sofá. O mesmo fazer-lhe o jantar (porque até nos apetecia jantar fora, mas dispensamos bem a confusão). O mesmo cafuné ao fim do dia. O mesmo pijama, o mesmo cabelo desgrenhado e cara lavada. A mesma sensação de, ainda assim, ser a mulher mais bonita do mundo. O mesmo abraço. O mesmo amor.

Porque amanhã, afinal, é dia 15 na mesma. E o amor, esse, não acaba à meia noite. Senão seria um conto de fadas. E não é. Não tem de ser. É só amor.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Comentários recentes

  • emsaltosaltos

    Obrigada :) e obrigada por seguir o meu trabalho! ...

  • A 3ª face

    Parabéns! Está linda.

  • emsaltosaltos

    Obrigada :) ainda bem que gostaste! Fico de coraçã...

  • w-m-mind

    Adorei as tuas escolhas, mas sem dúvida que as min...

  • emsaltosaltos

    Sim, faz bem a mesma função e é linda :)