Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

emsaltosaltoss

22
Jan18

Enfardar à grande e não engordar? Naaaa, isso não é para mim!

emsaltosaltos

IMG_3108_Fotor.jpg

E é por isso que tenho que ir pondo este esqueleto a mexer se quiser comer qualquer coisinha. É verdade.

Não faço - nem nunca fiz - parte daquele grupo (abençoado) de pessoas que enfarda tudo o que é gordice e o ponteiro da balança nem abana. O meu, valha-nos Deus, só conhece o caminho ascendente. Para descer é o cabo dos trabalhos. 

Normalmente, as pessoas começam a preocupar-se com dietas e formas físicas lá para os quarenta ou depois de darem à luz uns rebentos. Mas nós, pessoas assim dadas a serem roliças, não nos podemos dar a esse luxo. Poder até podemos, mas depois o mais certo é termos ataques de histerismo de cada vez que quisermos vestir qualquer coisinha e percebermos que já não cabemos lá. 

Durante os últimos cinco anos, só me lembro de me achar magra duas vezes. Uma delas por doença e outra por doenças do coração. Portanto, magreza e felicidade são duas palavras que não conheço como sinónimos. Ainda assim, acredito (e quero acreditar) que posso ser incrivelmente magra (vá, tonificada já chegava) e feliz. E é por isso que cada vez mais tenho posto este corpinho a mexer. Ele é caminhadas, é corridas, é exercícios em casa, é dietinha... é tudo a que tenho direito. A balança, claro está, não se compadece ao mesmo ritmo dos meus esforços, mas o essencial é não desmotivar. Ninguém vai ficar boazona em dois dias (nem em oito, nem em dez, nem em trinta). Isto é um trabalho contínuo (e duro p'ra caraças, ficam já a saber). Mas o que tem que ser, tem muita força. Como diz o meu mais que tudo "agachamentos Ana Leitão, muitos agachamentos", e ele tem razão, porque para baixo todos empurram.

Não vos prometo nada (porque não gosto de falhar), mas gostava muito de ir assumindo este compromisso com vocês de, todos os meses, repetir esta fotografia e partilhá-la aqui. Quero registar as minhas evoluções. E quero sobretudo garantir que desta vez não vou desistir. A par disso, se me forem correndo bem, ainda vos trago cá umas receitazinhas engraçadas com coisinhas do bem. Não sou mega cozinheira saudável, mas vou dando um jeitinho, pelo que dizem.

Estou longe, muito longe de onde queria estar. Mas não tenho dúvidas nenhumas de que consigo chegar lá. E isso basta-me.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Comentários recentes